31 de dezembro de 2010

Feliz atitude!

Ao final de cada ano, a esperança de um tempo melhor, de uma vida mais bela e de um mundo mais humano renova-se. Mas a cada recomeço, novas decepções. Nada de concreto. Tudo permanece no campo das ideias e desejos. Nada se realiza de fato. Penso que vivenciamos uma mesmice hipócrita em cada alvorecer, pois o que se quer, de verdade, não é o que se precisa. E o que se precisa, pede-se sem intensidade, verdade e coragem para a realização. Isso dificulta vislumbrarmos uma nova era.

Até quando ficaremos nas falsas e vazias promessas de fim de ano, sem ânimo e fôlego para realizarmos a verdadeira transformação da nossa essência? Até quando ficaremos de braços cruzados vendo a degradação da nossa humanidade?

Quando é que vamos despertar para a verdadeira vida que há em nós e dar o primeiro passo para sermos mais racionais, sensíveis, responsáveis, íntegros, éticos, coerentes, enfim, mais humanos?

Façamos sempre que possível a seguinte pergunta: quem somos nós? Essa é a questão a qual devemos refletir. Esqueçamos o “ter”, lembremo-nos do “ser”.

É desesperador – do ponto de vista do confiar em nosso semelhante – a maneira como nós, seres humanos, nos comportamos, agimos e relacionamo-nos uns com os outros: raiva no olhar; violência nas palavras e comportamentos; a recusa a uma mão estendida; a surdez burra; a cegueira ignorante e a indiferença, congelando corações.

Parece-me que, com o passar dos anos, estamos cada vez mais impacientes, descrentes e bestiais, o que é preocupante! Nosso lado animal tem vindo à tona com mais frequência, se sobrepondo à racionalidade em várias ocasiões do dia a dia. É o egoísmo a nos transformar. Pensar só em si mesmo, ignorando o próximo, desperta os nossos instintos mais primitivos...

Façamos essa reflexão. Olhemos para o nosso íntimo para que possamos resgatar, lá no fundo da nossa alma e coração, o que somos para o mundo, para o universo, para nós mesmos e para os outros ao redor.

Seja o feliz ano novo!

Que tal falarmos menos e fazermos mais? Caso contrário, teremos de nos conformar com a máxima de que, “o que nos humaniza é o fracasso”.





Feliz atitude!

--
Só para lembrar, já assinou o feeds?

Ae, agora sim 5 comentários...

Andre Mansim disse...

Fernando meu amigo, espero que esse ano que começa seja mais limpo e menos injusto socialmente e que as pessoas escutem nossas vozes de blogueiros lutadores e que querem arrumar o mundo!

Um abraço, fica com Desu.


Atualizei o blog com aúltima do ano, passa lá!

Andreza Breda disse...

Olá, Fernando. Primeiramente, quero lhe agradecer pelo comentário em meu post. Muita gentileza sua dizer tudo o que disse. Em relação ao seu post, belo conjunto de palavras que você usou ein. Está de parabéns. Desejo-lhe um excelente 2011! Sucesso, querido.

Calcanhar de Aquiles disse...

Somos muitos e múltiplos.
Uns no campo das ideias, outros lutando por mudanças e aqueles que nem sei onde se encontram (rs) ...

Que a maior mudança aconteça em nós mesmos na realização de um ano mais feliz.

Abração grande do amigo "Calcanhar" aqui.

Nicelle Almeida disse...

Lindas as suas palavras, meu amigo.
Te desejo um 2011 cheio de muitas paz, amor e bençãos de Deus.

Esperança sempre!!!!!

Um forte abraço.
Te espero lá no blog ;)

www.nicellealmeida.blogspot.com

Nina disse...

Olá! Já tinha lido o seu post, mas hoje que parei para comentar.

Excelente texto. Realmente é o que penso também. Já o li para minha família toda aqui.

Passando aqui, também, para avisar que tem postagem nova no blog e gostaria muito de receber a sua opinião.

Abraço de NINA

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

  ©Modificações by Felipe.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br