1 de agosto de 2011

Doe um vestido azul, já!

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita. Ela frequentava a escola local. Sua mãe não tinha muito cuidado e a criança quase sempre se apresentava suja. Suas roupas eram muito velhas e maltratadas. Certo dia, um dos professores ficou penalizado com a situação da menina.

- "Como é que uma menina tão bonita pode vir tão mal arrumada para a escola?"

Separou algum dinheiro do seu salário e, embora com dificuldade, resolveu lhe comprar um vestido novo. Ela ficou linda no vestido azul!"

Quando a mãe viu sua menininha naquele lindo vestido azul, sentiu que era lamentável que sua filha, vestindo aquele traje novo, fosse tão suja para a escola. Por isso, passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas... Quando acabou a semana, o pai falou:

- "Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal você ajeitar a casa? Nas horas vagas, eu vou dar uma pintura nas paredes, consertar a cerca, plantar um jardim."

Logo mais, a casa se destacava na pequena vila pela beleza das flores que enchiam o jardim e o cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em barracos e resolveram, também, arrumar as suas casas, plantar flores, usar pintura e criatividade.
Em pouco tempo, o bairro todo estava TRANSFORMADO.

Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, pensou que eles mereciam um auxílio das autoridades. Foi ao Prefeito expor suas ideias e saiu de lá com autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos que seriam necessários ao bairro.

A rua, de barro e lama, foi substituída por asfalto e calçadas de pedra; os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.

E TUDO COMEÇOU COM UM VESTIDO AZUL.

Não era a intenção daquele professor consertar toda a rua nem criar um organismo que socorresse o bairro. Ele fez o que podia, deu a sua parte. Fez o primeiro movimento que acabou fazendo que outras pessoas se motivassem a lutar por melhorias.

Será que cada um de nós está fazendo A SUA PARTE no lugar em que vive? Ou será que somos daqueles que somente apontam os buracos da rua, as crianças à solta sem escola e a violência do trânsito?

Lembremo-nos que é difícil mudar o estado total das coisas e limpar toda a rua, mas é fácil varrer a nossa calçada.

É difícil reconstruir um Planeta, mas é possível dar um vestido azul.

Fonte: mensagem recebida via e-mail - autor desconhecido.

--
Só para lembrar, já assinou o feeds?

Ae, agora sim 5 comentários...

Guilherme Augusto disse...

Muito bonito... como professor sei como é importante se dedicar um pouco mais para quem mais precisa da gente...

ostons2.0 disse...

Legal gostei da historia do vestido azul passa uma grande mensagem para todos nos! Parabens

Ministério da Saúde disse...

Olá,
A Hepatite B é uma doença silenciosa que, em sua forma crônica, atinge mais de dois milhões de brasileiros. Apesar de ser uma doença comum, nem todos conhecem as formas de transmissão ou prevenção, como a vacina, que está disponível nos postos de saúde. Para diminuir os riscos e consequências da Hepatite B, precisamos reforçar a divulgação das informações básicas. Por isso, contamos com sua ajuda. Entre em contato para receber todo o material da campanha!

Muito obrigada,
Ministério da Saúde
comunicacao@saude.gov.br

Carlos Rodrigo disse...

Muito bonito mesmo.

Fernanda disse...

Como já diria nosso sábio cancioneiro: "Vesti azuuul... Minha sorte então mudoooou...". :-) Adorei, Anônimo. Quanto mais nos fizermos joias, mais quereremos fazer do planeta um merecedor veludo. Beijos e sucesso no blog!

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

  ©Modificações by Felipe.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br